Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

quinta-feira, novembro 27, 2008

nota: perdidos e achados

Aterrem em Portugal


"Aterrem em Portugal" vai ler lançado (por uma segunda vez, após já ter sido apresentado em Faro) amanhã, sexta 29, pelas 17h, no aeroporto de Lisboa. Um livro sobre os aviadores perdidos da guerra e achados neste Portugal profundo da Europa, apartado da refrega pela mão sólida do ditador beirão, mercê da suas idiosincrasias, um misto de boa gestão e vistas curtas. Poderá parecer uma descrição bizarra mas quiçá haverá quem compreenda. Mas o que interessa não é o rapa-tachos mas sim essas histórias de outrém, de documentos mas também na primeira pessoa por esse mesmos... perdidos e achados. Recomendo vivamente.

quarta-feira, novembro 26, 2008

aforismo

Sem esforço não há tremoço!

domingo, novembro 23, 2008



"A louca vertigem da velocidade" soa-me sempre a frase feita. Dommage!

[Apontamento] Speedbirds

sábado, novembro 22, 2008

nota: outro tipo de ornitólogo

Alfredo, o ornitólogo cego, perdeu o emprego como afinador de pianos. A menina Emília, vizinha do 3º esquerdo, sugeriu-lhe que fala-se com o Dr. Estevão, que não era bem doutor mas obteve o grau de forma automática pelo sistema hierárquico e um qualquer código secreto de tratamento deferencial promovido pela Ordem das Secretárias. Alfredo e Estevão descobriram que já se tinham conhecido uma vez, quando o primeiro foi afinar o orgão-cocktail que o último adquiriu a um viciado em Sartre, uma história esconsa que não é para aqui chamada. O novo emprego de Alfredo levava-o a passear numa floresta de máquinas enjauladas em treliças metálicas, devidamente protegidas da interacção humana excepto da destrutiva acção do aposentado oficial da Força Aérea Americana Murphy e do Engenheiro do Exército Francês Carnot.

O trabalho de Alfredo era então passear inocentemente nos corredores, ou postar-se na sua torre de vigilância (que mais não era que uma velha cadeira de juiz de andebol) e detectar o canto do cisne dos mecanismos rotativos que albergavam as infindáveis sequências de zeros e uns codificando os sistemas de ponto cruz que a menina Emilia ia fazendo todas as noites para vender como enfeites de encosto na loja de personalização do Sr. Cunha, viciado em combustível de elevado nível de octanas e grandes altifalantes de feira.

quarta-feira, novembro 12, 2008

nota: o véu de seda estende-se, tapando o céu azul


Paraquedas
Originally uploaded by rreis

qual gigantesca mão aparando a queda, as fibras distendem-se felizes ao contacto frio do ar, como um lençol energicamente sacudido ao fazer a cama e prenunciando um toque suave no colchão.

segunda-feira, novembro 10, 2008

nota: os filhos da era atómica



"fá-los dançar paizinho, fá-los dançar ao toque rítmico do contador Geiger, aquece-lhes a alma com o teu abraço radioactivo"... Us and them, nós e eles, visões da música e emissões rádio da guerra electromagnética, as vozes que suspiram no ouvidos dos GIs, o rock'n'roll da nuvem atómica que se aproxima. A ouvir, sem restrições, esta genial série de programas do Clerkenwell Kid, "Us and then", com emissão na Resonance104.4FM.

sábado, novembro 08, 2008

nota: trabalho do chinês

Pilhas e pilhas de livros, na vertical e na horizontal. E sob a luz tremelitante e amarelada some-se a cabeça do locatário, alinhando cartões de referências...

[Apontamento] lybrarything