Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

terça-feira, novembro 21, 2006

nota: mariazinha



Esta Mariazinha não tem nada a haver com a D.Mariazinha lá da terra. Ou melhor, não é o mesmo sítio, nem as mesmas pessoas, nem sequer a mesma região. A loja da D. Mariazinha lá da terra ficava naquele príncipio de povo que já era a caminho da saída e era uma bonita mercearia onde me davam os trocos em rebuçados quando faltavam as moedas. As contas eram rapidamente feitas em papel pardo, com um coto de lápis de carpinteiro. Depois a D. Mariazinha morreu e a loja fechou. Esta outra Mariazinha, a do pacote, fica ali ao topo da Igreja de Alvalade e tem mais luz que a outra. Não vende sabão para lavar as mãos nem dão o troco em rebuçados mas isso pode ser da idade. Não devo ter cara de quem aceite rebuçados por trocos. Mas é uma loja simpática, com anúncios a farinha que aponto para os anos 40 do séc. passado, daquela farinha que metia músculos dos putos para saltar os muros e jogar à bola. Têm chás e cafés na montra e também um grande sortido de rebuçados. Dr. Baiard e de menta também. Em suma, um sítio incontornável a caminho do mercado de Alvalade.