Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

segunda-feira, outubro 30, 2006

nota: posto de escuta



"Da torre solitária, imersa no éter, o ouvido atento das máquinas prescruta o éter. A sua posição é previligiada porque imparcial, interessante porque por este olhar mecânico temos a visão fragmentada da humanidade que bule em baixo e das coisas que a rodeiam e permeiam. A proposta é esta: 30 minutos semanais de uma assemblagem sem subtítulos dos fragmentos do quotidiano. A invasão silenciosa e anónima da existência através do som, a comunicação dos apontamentos de secretária de um faroleiro solitário."
ou é o que reza o autor
[Apontamento] Posto de Escuta