Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

terça-feira, agosto 01, 2006

nota: o tártaro

o tártaro tinha as pernas corcovadas da montada de onde, aliás, nunca saíu na sua longa vida. com os anos, apesar da agressão das intempéries e dos inimigos, tinha ganho volume e os amigos, brincando, diziam-lhe que já se extendia pela planície fora. ele apenas redarguia com um sorriso, continuando a deixar-se escovar pelo vento, indiferente e feliz. apenas caíu da sela quando foi atacado pela ponta metálica da forquilha celeste, habilmente manipulada na cadeira do dentista.

1 Filetes:

At 11:29 da manhã, Blogger PreDatado said...

Caiu esmagado que nem um bife.

 

Enviar um comentário

<< Home