Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

quinta-feira, junho 16, 2005

nota: floresta

mergulho de novo nos braços acolhedores da Floresta. nas mãos levo um velho guia, companheiro de viagens e naturalista nato. o mais das vezes meto-o no bolso porque lhe conheço as palavras de cor e basta o leve contacto com o papel para o recordar. e aqui, como no meio dos homens, os problemas continuam os mesmos: como estar no caminho e como lidar com a efemeridade...
[Apontamento] Ernst Jünger