Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

sábado, maio 14, 2005

nota: memória


A foto caíu do livro, afagando o chão descuidadamente. O olhar interrogativo dissipou-se ao toque dos dedos, substituído por aquele ar de quem reencontra uma memória ao virar da esquina e está cheio de pressa e demora aquela fracção de segundos necessária para se reencontrar mas depois é tarde porque ela já passou e fica-se um pouco em suspenso como quem ficou sem cadeira debaixo dos pés num dia de sapatos desencontrados. A luz naquele dia era excepcional...