Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

terça-feira, maio 03, 2005

nota: coconino


ficou a olhar a montra de olhos esbugalhados, mãos abertas sobre o vidro, nariz encostado, arfante. do outro lado uma montra infinda de desejo, de promessas a carvão ou reverberantes de cor. em pano de fundo uma paisagem mutante a cada piscar de olho, uma personalidade afável e brincalhona. tanto se apoiou no vidro que este cedeu, gentilmente, deixando-o atravessar num efeito de pelicula de sabão (o sucesso foi assegurado porque estava revestido de ilusões e assombro). depois de passar para lá não mais voltou para cá.
[Apontamento] Coconino World