Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

segunda-feira, março 07, 2005

nota: prazer

na rua, o frio seco da neve, voltear de farrapos. na ponta de língua vem morrer o branco que saltou de pára-quedas, lá de cima, do longe. toque suave, imperceptível. duas horas ficou (vi-o quando passei para cima, ainda lá estava quando vim para baixo), cabeça encostada ao tronco, a caçar os volteios brancos dos cristais.