Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

quinta-feira, dezembro 30, 2004

nota: ondular

há este sonho de ondular o corpo num gigantesco lago azul, ripado pela luz brilhante do sol. a cabeça flutua, batida suavemente pela água e o calor. e não há nada mais que essa batida suave de uns lábios que mergulham em mim.