Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

segunda-feira, novembro 29, 2004

nota: coisa negra

de repente, a tristeza negra da existência apossou-se dele, mergulhando-lhe a fronte em cores sombrias, de prédios altos que tapam o sol. não soube responder ao apelo silencioso dos seus olhos e também o meu coração ficou queimado no movimento.