Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

segunda-feira, novembro 29, 2004

nota: coisa negra

de repente, a tristeza negra da existência apossou-se dele, mergulhando-lhe a fronte em cores sombrias, de prédios altos que tapam o sol. não soube responder ao apelo silencioso dos seus olhos e também o meu coração ficou queimado no movimento.

nota: mel

Heaven is of Honey
and kisses
beeswork
blossomchannels
How do I know?
How could I forget?

Heaven is in the making
a buildingsite
a possibillity
If there's a glimpse of it
In the little dance of tongues

As a reminder!

Heaven is all remembered
is an idea
for idiots
possessed by gods
that just waste space
and in case I wake up without a pen
I do not want to forget

Heaven is of Honey
and kisses
Royal Jelly
for the queenbee
in the center
How do I know?
How could I forget?

[Apontamento] Einstürzende Neubaten

sábado, novembro 27, 2004

nota: poem

I like the white skin touch of Your existence upon Myself.

quinta-feira, novembro 25, 2004

nota: relevos

deslizou pelas pontas dos dedos, dançando um sorriso. não lhe disse, quando os seus caminhos se cruzaram em conversa, mas em segredo pediu um desejo: nos olhos viu-lhe estrelas caindo e assim almofadou-as com um beijo, antes de se separarem.

nota: suspensão

a fuligem nua das chaminés vadiava sobre a película de água do rio. lentamente esta descia, pintando-se de verde e traçando com os troncos arabescos nas saias. ao longo da margem, acima do velho Pires, pescador de ofício, corriam os putos, inchando sapos com Kentuckys surripiados da loja da Ti Fernanda.

terça-feira, novembro 23, 2004

nota: comboios

"Welcome to Europa", dizia a voz, um tom masculino e profundo, hipnotizante. mas do comboio 2046, em direcção às memórias, ficam as andróides que servem os passageiros. mais profundo é a ideia de correr em sentido inverso, fugir da necessidade de atingir o anestésico destino. no fundo, quebrar os laços de aranha que eu mesmo teci...
[Apontamento] 2046
[Apontamento]Europa

nota: círculo

"já te sentiste apanhado dentro de algo repetitivo e fantástico?"
[Apontamento] Zoomquilt

quinta-feira, novembro 18, 2004

Nota: a bota e perdigota

não se deram bem porque a primeira não era impermeável...

quarta-feira, novembro 17, 2004

Nota: orgânico

de cócoras, fixou longamente o gafanhoto na retina, até fundir completamente os contornos com a folha. perdeu a distinção das arestas e sentiu-se cair para dentro da vegetação. foi preciso um valente carolo para o tirar daquele transe.

[Apontamento] Ricardo Pacheco

terça-feira, novembro 16, 2004

Nota: fadas



limpeza de Outono. o repouso forçado em casa (gripe) levou-o a subir ao sotão e a bisbilhotar as arcas. de uma caixa metálica, entre um monte de cartas, duas daquelas fotos de fadas falsificadas do príncipio do século: pensou "e isto a cores, como seria?"
[Apontamento] Sabine

segunda-feira, novembro 15, 2004

Nota: puzzle

eu estava muito calmamente a beber o meu leite com chocolate quando ele saltou da cadeira, deu duas voltas a correr à sala e se pôs defronte de mim, erguendo duas peças do puzzle:
Perfect match!

ao Jonhy e à Carla.

sábado, novembro 13, 2004

Nota: Hz

O feixe de onda Hertzianas atravessou a deserto em direcção ao aparelho. A válvula, modelo de 73, rumerejou aos ouvidos, delicadamente. Desligou o aparelho após a perfeita sintonização. O que ele amava era a imperfeição do lento aquecimento, o toque veludo de estática...

sexta-feira, novembro 12, 2004

Notas: corropio

...corropio, corropio, corropio

e depois, muito de repente, encontraram-se a meio da rua, debaixo da tília, e trocaram um beijo de quem se cruza sem ter tempo de parar. e assim continuaram, cada um para seu lado, num

corropio, corropio, corropio...

nota: vozinha irritante

assim afunilada e aguda. do topo de uns saltos agulha espetava os ouvidos com comentários fáceis e pueris. por fim, não teve outra solução senão encher os ouvidos de queijo para recuperar a concentração e acabar a coluna do desportivo.

quarta-feira, novembro 10, 2004

Nota: olheiras...

...de quem fita o infinito sem piscar os olhos. que querem, depois de duas horas cansa! (riu-se, naquele trejeito de quem diz disparates para os amigos rirem, e perdeu-se outra vez em nuvens de pensamentos)

domingo, novembro 07, 2004

Nota: lagarta

na aresta amarela do esfregão da louça deparou-se, ao despejar as borras do café, com o harmónio articulado do deslocar da lagarta, daquelas que mais tarde se decidem guardar só para si mesmas, até terem um vestido de gala. perdeu 15 minutos antes de continuar com o resto dos afazeres, entre olhar, compreender, sorrir e escolher o sítio mais indicado para a visita inesperada da manhã...

segunda-feira, novembro 01, 2004

Nota: toponímia

"Gostava de ser topografo daquela miúda", disse, com um brilho nos olhos.

(para o Fonseca)

Nota: vontade

gostava de mergulhar nos seus lábios distraidos exactamente as 15.12. era uma coisa que tinha apanhado algures, aquela pontualidade britânica. o fenomeno divirtia-a e acabou, no fim, por se tornar uma anedota privada, um piscar de olhos silencioso entre os dois. com a idade, no entanto, a pontualidade foi deslizando mas o sorriso manteve-se.