Atum Tenório

Sobre as coisas que para aí andam e nos caem à frente.

sexta-feira, outubro 29, 2004

Nota: ondular

O ondular dos corpos esguios lembrou-me da época africana de Mendes, como relatada no café, depois de três cervejas e meia, no fim dessa tarde de 83. De facto, os putos que éramos riram-se por dentro da história dos Masai e das suas danças mas hoje, apoiando o corpo sobre o peso da amurada da praia, não consigo deixar de pensar naquele homem que reviveu durante alguns minutos uma aventura à frente dos catraios imberbes que éramos. Ahhh, cada idade com a sua magia...